Holanda

Holanda 2017-07-07T12:11:28+00:00

Quatro dias incríveis em Amsterdã.

25/06 – Fizemos conexão no Qatar, e depois de horas esperando, pegamos o voo e chegamos em Amsterdã, uhuuuuuuu! Amsterdã foi um prêmio para nós. A passagem ficou muito mais barata vindo para Amsterdã primeiro e depois para o Brasil.
O camping que iríamos ficar em Amsterdã, ficava a 10 km do aeroporto, tivemos que chamar um taxi grande para levar as bikes, 40 euros, ai meu corassaum. Não teve outra alternativa, vamos nessa.
Chegando no camping… Ahhh chegando no camping… Senti aquele cheiro delicioso dos pinheiros, lebres saltitantes por todas as partes, clima fresco, limpeza, grama cortada. Na mesma hora veio em minha cabeça o primeiro dia da viagem quando chegamos em Lisboa, o início de tudo. A nossa vontade era de sair dali pedalando sem rumo, do mesmo jeito que fizemos ha 1 anos atrás. Ahhh se a gente tivesse grana!
Estávamos bem cansados da viagem, mas não deu para sossegar, chegamos no camping montamos a barraca e já saímos para o centro de Amsterdã.
CA RA CA, que cidade maravilhosamente perfeita. Eu tinha até esquecido que Europa é um luxo. Tudo funciona da forma mais organizada possível. As casas são tão bem cuidadas que parece até que acabaram de construir. Não existe lixo na rua. A cidade é uma maquete real. Pronto, melhor exemplo.
E a cena ciclística? Eu diria que é o modelo de cidade que todo o ciclista de todos os estilos sonham. Ciclovia para todos os lados, bike tem prioridade por aqui. O cara sai do trampo, pega a bike, para num coffee shop, toma um café, relaxa e vai para casa. A mãe de várias crianças pega a bike e num caixote grande fixada na bike, coloca meia dúzia de crianças e vai passear, fazer compras, na segurança, não tem que esperar a boa vontade dos motoristas para que nada aconteça de ruim para elas. São milhares de bike por toda a cidade. E não são bikes caras não, são simples. E não é só o funcionário orêa que vai pro trampo de bike não, independe de cargo ou classe social. Todos usam bicicleta como meio de transporte. Lindo demais de se ver!
Passamos 4 dias em Amsterdã. Voltamos a fazer comida deliciosa com produtos de ótima qualidade.
Alugamos umas bikes e fomos testar a ciclovia. Um dia antes, tentamos alugar as bikes no camping, mas tinha que deixar 100 euros lá até a devolução das bikes. Não tínhamos dinheiro em espécie e tentamos ver se o cara liberava. De jeito nenhum. Ainda rasgou o papel de registro na mesma hora, na nossa cara. Também pedimos para ele para usarmos o telefone, pois lá não tinha orelhão e nossos celulares não funcionavam em outro país. Disse que não poderia fazer esse favor, mesmo pagando. Caramba, que saco, que raio de regras são essas? Que raio de não poder infringir as regras para dar uma ajuda para o próximo. E foi nessa hora que eu senti uma saudade tremenda da Ásia. Lá não existia regras se fosse para ajudar. Revoltas a parte, onde tem regras, tem organização, e os holandeses estão certos. Nós é que estávamos mal acostumados.
Fomos então dar um rolé pela ciclovia no dia seguinte. Não tenho nenhuma reclamação a fazer. É perfeita! Para todos os lugares que você quiser ir, vai ter ciclovia. Fantástico!
28/06 – Pegamos o voo de volta para o Brasil! Ai meu Deus! É muita emoção!

Post Anterior